O sono e o rendimento dos atletas

Partilhe

 

Autor – Personal Trainers

Ver perfil completo Personal Trainers

Visite o nosso Site 

 


O sono e o rendimento dos atletas 

Comecemos por esclarecer que aquela regra de dormir 8h diárias é como a das 2000 calorias por dia, graças à ciência já não precisamos de debater se são importantes ou não, o que conta é a quantidade.

Hoje, a maioria dos atletas sabe que a condição física e uma boa alimentação são fundamentais para atingir o máximo desempenho físico. No entanto, o sono, embora muitas vezes subestimado, desempenha um papel igualmente importante. Nos últimos anos, tornou-se claro que a qualidade e a quantidade de sono obtida por atletas de alta competição pode ser a vantagem entre vencer e perder.

Algumas áreas em que o sono tem o maior impacto sobre o desempenho:

MELHORIA NOS TEMPOS DE REAÇÃO

A privação do sono é conhecida por reduzir significativamente os tempos de reação. Os atletas de alta competição não podem poupar nem mesmo frações de segundo para reagir a um jogo que se desenrola diante deles. Fazer uma direta pode reduzir os tempos de reação em mais de 300% e a recuperação leva vários dias. A privação moderada do sono tem prejuízos no desempenho cognitivo e motor equivalente aos níveis legalmente prescritos de intoxicação alcoólica – Williamson A, Feyer A. (2000)

REDUÇÃO DAS TAXAS DE LESÕES, MELHORIA DA SAÚDE GERAL

Um estudo da Universidade da Califórnia concluiu que as taxas de lesões em atletas jovens aumentaram durante os jogos que se seguiram a uma noite de sono inferior a seis horas.

Por que é que isto acontece?  Em primeiro lugar, a fadiga afeta o sistema imunológico, tornando os jogadores mais suscetíveis à doença. Em segundo lugar, os períodos de sono mais curtos não proporcionam ao corpo tempo suficiente para regenerar as células e reparar o excesso de exercícios, jogos e atividades diárias. Com o tempo, as lesões causadas por jogos, problemas de saúde e a incapacidade de se recuperar completamente podem desgastar um atleta e prejudicar o seu desempenho. – Smith C., Luke A, et ai. (2011) e Milewski MD, et ai. (2014)

CARREIRAS MAIS LONGAS

Além de lesões agudas, um estudo recente sobre jogadores de MLB mostrou que a fadiga pode encurtar as carreiras de jogo dos atletas profissionais. “Ficamos chocados com o quão linear era o relacionamento”, disse o pesquisador principal W. Christopher Winter, MD, diretor médico do Centro de Medicina do Sono do Hospital Martha Jefferson em Charlottesville, Virgínia. -Winter C M.D

REDUÇÃO DOS ERROS MENTAIS

A falta de sono prejudica o raciocínio. Vários estudos têm demonstrado que a motivação, o foco, a memória e a aprendizagem podem ser prejudicados pelo descanso insuficiente. Sem dormir, o cérebro tem mais dificuldade em consolidar a memória e absorver novos conhecimentos.

Resumindo, para todos nós, o sono é um componente importante para manter a saúde e o bem-estar ideais. No entanto, para os atletas de alta competição, o sono é um pilar crucial do sucesso. Tempo de reação e função motora, motivação, foco, regulação do stress, recuperação muscular, desempenho do sprint, glicogénio muscular, metabolismo da glicose, memória e aprendizagem, risco de lesão, taxas de doença, ganho de peso indesejado: o sono (ou a falta dele) desempenha um papel em todas estes fatores.

O sono, como cada vez mais atletas estão a comprovar, tem um grande impacto no desempenho, vitórias e perdas.- Sam Ramsden

São poucas as pessoas que são abençoadas com genes para alcançar o mais alto nível mais rapidamente. Mas todos nós sabemos que a prática bate o talento. E aqui, tudo o que temos que fazer é dormir algumas horas a mais.

A Personal Trainers recomenda então a que seja regular nas suas horas de sono para que atinja o seu melhor rendimento. Estamos cá para ajudar, saiba como.

 

Autor:Personal Trainers

Deixar uma resposta

Newsletter