CORONAVÍRUS E OS NOSSOS PETS

Partilhe

CORONAVÍRUS e os NOSSOS PETS

Informação Útil e Questões/Dúvidas Frequentes:

A OMS diz que até ao momento, não existem evidências científicas de que os animais de companhia, como cães e gatos, sejam infetados pelo novo coronavírus ou possam ser portadores da doença.

Ainda assim, deve ter cuidados redobrados com a higiene do seu animal nesta fase da pandemia, principalmente se tiver o seu animal dentro de casa, nomeadamente “festas e lambidelas”, refeições e outros cuidados de maior proximidade.

Caso o seu animal desenvolva, em casa, uma doença inexplicável, o conselho vai no sentido de telefonar à sua clínica veterinária para a informar da situação e poder preparar uma sala de isolamento. Embora o Covid-19 tenha tido origem nos animais, agora transmite-se de pessoa a pessoa.

Uma pessoa infectada pode manter contato com seu Pet?

Segundo a orientação da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) pessoas que contraíram a Covid- 19 devem evitar o contato próximo com os seus animais de estimação, já que ainda existem informações desconhecidas sobre o novo corononavírus.

Caso não seja possível, o tutor deve manter boas práticas de higiene ao cuidar do animal e usar uma máscara facial.

Caso não consiga ou não tenha ninguém para cuidar do seu Pet, entre em contato com Associação de Proteção dos animais da sua área ou com as autoridades.

 

Quais são os cuidados de higiene recomendados?

Mesmo para humanos saudáveis, as autoridades de saúde recomendam as medidas básicas de higiene ao manusear e cuidar de animais – em todas as situações, não só durante a pandemia de coronavírus.

Isso inclui lavar as mãos antes e depois de tocar nos animais, alimentos, nas suas fezes ou urina. Além disso, o tutor deve evitar beijar, deixar o seu animal lamber ou compartilhar alimentos com os seus pets.

Aconselha-se a que os tutores evitem o contacto com animais com os quais não estão familiarizados e que lavem sempre as mãos antes e depois de interagirem com os animais.

Quais cuidados tomar durante passeios?

Faça os passeios cumprindo com todos os cuidados recomendados.

Se está numa zona com muito afluxo de pessoas, deve encurtar os passeios e evitar o contato com outras pessoas e animais.

Antes de entrar em casa lave as patas e focinho do seu cão e de seguida lave as suas mãos de acordo com as recomendações da DGS.

Há casos conhecidos de Covid-19 em animais?

Há apenas um registo conhecido de um cão que testou positivo para Covid-19 após ter contato com os seus donos doentes em Hong Kong.

Segundo a OIE, o teste mostrou a presença de material genético do coronavírus, mas o animal não apresentava sinais clínicos da doença.

As Autoridades dizem que este caso não é suficiente para afirmar que cães ou outros animais de estimação fiquem doentes ou tenham papel significativo na disseminação do vírus.

Segundo a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), os serviços de saúde pública e veterinária devem “trabalhar juntos”, usando a abordagem de “uma saúde única” para compartilhar informações e realizar uma avaliação de risco quando uma pessoa com Covid-19 relatar estar em contato com animais de estimação.

Se a decisão for tomada após uma avaliação de risco de um animal de estimação que tenha estado em contato próximo com uma pessoa com o coronavírus, é recomendável testar amostras orais, nasais e fecais.

Embora não haja nenhuma evidência de que a infecção do Covid-19 se espalhe de animal para animal, deve-se manter os animais testados positivos longe de animais não expostos.

A organização mundial afirma ainda que qualquer detecção do vírus Covid-19 num animal deve ser relatada à OIE.

É essencial que as autoridades veterinárias sejam mantidas informadas e mantenham vínculos estreitos com as autoridades de saúde pública e vida selvagem, a fim de garantir a consistência e a adequação das mensagens de comunicação e gerenciamento de riscos.

Portanto, não faça nada que possa prejudicar o seu animal de estimação apelamos ao bom senso de todos os donos de pets.

Lembramos que o abandono é proibido (Liga Portuguesa dos Direitos dos animais (Lei 92/95).

 

Cuide de si e do seu animal de estimação!

Deixar uma resposta