Correr em ambiente urbano – Um risco para a saúde

Partilhe

Autora – Cláudia Correia 

Engenheira do Ambiente 

Correr em ambiente urbano – Um risco para a saúde devido à poluição do ar!

Hoje em dia é frequente a prática de exercício físico, estando muito na moda correr ao ar livre, muitas vezes junto a estradas de grande tráfego, desconhecendo quem o pratica, o perigo que isso representa!

 

Todos nós temos espaços de eleição onde gostamos de correr ou simplesmente porque nos dão mais jeito! Mas nem sempre os espaços que escolhemos são os mais adequados para a nossa saúde. Correr é bom, no entanto ao fazê-lo em ambientes urbanos, podemos estar a colocar em risco a nossa saúde devido à poluição do ar.

Nos ambientes urbanos os veículos a motor são a principal fonte de poluição do ar, e essa poluição tem efeitos nocivos significativos na saúde em geral e na saúde respiratória em particular.

Os veículos são responsáveis pela emissão de grandes quantidades de partículas inaláveis, agressivas para o pulmão, sendo o seu efeito tanto maior quanto maior for a intensidade e o tempo de exposição.

De acordo com a Fundação Portuguesa do Pulmão, os efeitos da poluição do ar podem provocar problemas de saúde tais como tosse, falta de ar, asma, danos no coração, cancro do pulmão, entre outros.

Os indivíduos que fazem exercício frequentemente em áreas ou em dias de elevados níveis de poluição, correm maior risco de ter algum destes problemas de saúde do que a população em geral.

Quando estamos parados, respiramos pelo nariz, o que melhora a qualidade do ar que respiramos, pois este filtra o ar que vai chegar aos pulmões.

Só que, quando corremos para além de necessitarmos de inspirar uma maior quantidade de ar, respiramos com mais frequência pela boca, inspirando mais ar poluído.

De modo a reduzir a exposição e diminuir os riscos associados, existem algumas medidas preventivas que se podem tomar:

Conheça as condições locais

Esteja atento aos níveis da qualidade do ar e a eventuais avisos. Poderá consultar o estado da qualidade do ar da sua cidade em www.apambiente.pt. Também deverá estar atento a qualquer evento temporário que o possa expor a um maior risco, por exemplo fogos florestais ou queimadas.

Corra de manhã cedo ou à noite

Correr antes da hora de ponta, baixa a sua exposição aos poluentes pois existem menos no ar. Também está mais fresco nestas alturas e as temperaturas altas geralmente correspondem a maiores níveis de poluição.

Quando escolher a sua rota tenha em conta a poluição

A localização é o maior factor de poluição atmosférica no qual tem controlo. O ideal seria correr numa zona com árvores, longe de qualquer fonte de poluição, na maioria das vezes isso não é possível, mas é possível reduzir a sua exposição a poluentes em áreas urbanas.

Prefira correr em zonas planas ou em zonas elevadas, evitando zonas de vales uma vez que estas tendem a apresentar maiores níveis de poluição.

Assim, se tiver de correr no meio da cidade, evite correr em locais com muito trânsito, evite rotas perto de autoestradas, pois a poluição dos carros dificulta a respiração.

Procure correr em espaços verdes onde o ar é mais puro, preferindo sítios com árvores, tais como parques das cidades. As ruas de zonas residenciais também são uma boa opção.

 

Autora: Cláudia Correia 

Deixar uma resposta