Efeitos da Super Lua na vida humana e animal – mitos ou verdades?

Partilhe

Super Lua o que é? – 14 de Novembro de 2016

Nasceu às 17:50 e é a maior Super Lua desde 1948. Não haverá outra assim até 2034. Mas o que é este fenómeno que nos põe a olhar para o céu?

Os astrónomos chamam Super Lua a uma lua cheia que ocorre quando o satélite está mais próximo da Terra, ou seja, no perigeu da sua órbita. Isto acontece porque a órbita da Lua à volta da Terra não é um círculo, o que faz com que a distância varie – dos 405 mil e 363 mil km. Assim, o diâmetro aparente de uma Super Lua é entre 13% e 14% maior do que o de uma Lua Cheia no apogeu da órbita, com um consequente aumento de brilho entre 29% e 30%.

Veja aqui alguns fatos interessantes sobre os efeitos da lua cheia nos seres humanos, plantas e animais.
1.Efeitos da lua cheia em seres humanos
Dificuldade em dormir
Os efeitos da lua cheia sobre os seres humanos são apenas um mito?  A lua cheia seria capaz de afetar o nosso ritmo circadiano (ciclo vigília-sono), conforme um estudo publicado na revista Current Biology, segundo o qual as crenças populares estariam corretas. Tudo estaria ligado à evolução das espécies, que teria ocorrido seguindo os ciclos da lua. A lua cheia, pelo menos no que se refere ao sono, seria capaz de agir em nosso relógio biológico.
 A lua cheia no parto
Às vezes ouvimos dizer que, para determinar a data do parto, não devemos levar em conta o dia indicado pelo médico, mas sim a chegada da lua cheia mais próxima. É fácil associar as fases da lua com o ciclo menstrual e, provavelmente também no que diz respeito às tradições relacionadas ao parto, existiria um grão de verdade na crença popular, muito embora, até o momento não existam estatísticas que a confirme.
Loucura

O lunático é uma pessoa louca, rebelde, fora do ar e boba. A loucura e a insanidade sempre foram ligadas à lua cheia. A ciência tem ido em busca de dados estatísticos sobre o aumento de acidentes, suicídios e assassinatos durante a lua cheia, mas ainda não foi confirmada nenhuma ligação entre estes eventos e esta fase lunar, pelo menos, dos últimos anos. A ligação entre a loucura e a lua cheia é apenas lendária? Há quem pense que, ironicamente, o estranho comportamento de algumas pessoas durante a lua cheia seria devido à falta de sono, como escrito acima.

Licantropia

No folclore, licantropia é a capacidade ou maldição caída sobre um homem que se transforma em um lobo. Em psiquiatria, é um distúrbio onde o indivíduo pensa em ser ou em ter sido transformado em qualquer animal. O termo provém do grego lykánthropos (λυκάνθρωπος): λύκος, lýkos (“lobo”) + άνθρωπος, ánthrōpos (“homem”).

O cinema e a literatura traçaram histórias convincentes sobre o mito da licantropia. A tradição fala do homem lobo ou do lobisomem. Além disso, a medicina no passado teria descrito o fenómeno como uma espécie de “transformação” durante a lua cheia, que proporcionasse formas histéricas e comportamentos incomuns com relação ao mundo animal. Mas agora, como explica o psiquiatra Massimo Lai, não haveria quase nenhum vestígio do delírio de transformação na literatura psiquiátrica.

Epilepsia

No passado, pensava-se que a epilepsia era desencadeada pela lua cheia. A ciência investigou o fenómeno e identificou um efeito direto da luminosidade, e não da lua, sobre a possibilidade da ocorrência de convulsões. De acordo com alguns pesquisadores, a lua cheia não teria nenhum efeito sobre as crises epilépticas, enquanto para outros, poderia haver de maneira indireta.

2.Efeitos da lua cheia sobre as plantas
Humidade do solo

De acordo com a agricultura biodinâmica, após a lua cheia se começa a criar uma situação de maior humidade no solo. Vamos tentar averiguar no nosso jardim e nos nossos vasos de plantas, para ver se a lua cheia faz realmente esse efeito. Imediatamente após a lua cheia, a energia das plantas começam a cair, indo em direção às suas raízes.

Bulbos e tubérculos

Durante a lua cheia e na fase sucessiva, a lua minguante, será hora de plantar tubérculos e legumes que crescem debaixo da terra: batatas, cenouras, alcachofras de Jerusalém, cebola, alho, beterraba, rabanetes. É também o momento de plantar bulbos de flores. De acordo com a agricultura biodinâmica, a lua cheia favorece o desenvolvimento de bulbos e tubérculos.

Ervas Medicinais

De acordo com a tradição rural e a medicina natural, as plantas medicinais durante a lua cheia contêm os mais altos níveis de seus ingredientes ativos e as hastes das plantas tendem a se voltarem para cima. Assim, os dias de lua cheia seriam os mais adequados para a colheita de plantas medicinais e curativas.

Colheita de flores curativas

A tradição agrícola aconselha a colher as flores curativas e comestíveis durante a lua cheia, porque neste momento, especialmente no que diz respeito às plantas aromáticas, as flores encontraria sua máxima energia, que começaria a diminuir com a fase da lua minguante.

Transplante

Espere até a lua cheia e, especialmente, a lua minguante para se dedicar a qualquer tipo de transplante de vasos. A seiva da planta tende a ir para o fundo e isso vai facilitar um maior enraizamento. Na lua minguante, logo depois da lua cheia, você pode semear manjericão, couve, chicória, alface, aipo, erva-doce.

3.Efeitos da lua cheia em animais
Corais

Aparentemente, durante a lua cheia de Dezembro, os corais da costa australiana concentram todas as suas energias reprodutivas que as levam ao máximo de deposição de ovos na Terra. O fenómeno se daria por conta da temperatura, salinidade da água, disponibilidade de alimentos, que seriam propriamente os efeitos da lua cheia.

Cães e gatos

Parece que durante a lua cheia os cães e gatos correm maior risco de se envolverem em acidentes. Um estudo investigou esta relação e mostrou um aumento nos atendimentos de emergência durante a lua cheia, de 23% para gatos e 28% para os cães. Os pesquisadores, no entanto, ainda não conseguiram determinar a razão para o fenómeno.

Insetos

Insetos como as formigas-leão (doodlebug) durante a lua cheia cavam buracos maiores e mais profundos no solo. É uma armadilha em forma de funil, que são preparadas na expectativa de que as presas caiam acidentalmente. O ciclo lunar teria, portanto, uma importante influência sobre estes insetos, o que, no entanto, ainda seria explicitado.

Leões

Os leões caçam as presas especialmente à noite, mas às vezes caçam melhor durante o dia, especialmente depois da lua cheia. Uma pesquisa mostrou que os leões nas noites de lua cheia consumem menos comida, talvez porque neste período as suas presas estejam menos ativas. Depois de uma noite mais brilhante do que o normal, e com a falta de presas, os leões preferem caçar durante o dia para comerem.

Escorpiões

Os raios UV do claro luar reagem com uma proteína encontrada nos escorpiões fazendo com que eles brilhem azul no escuro. Eles tendem a serem mais ativos durante a lua nova, enquanto procuram abrigo e descanso durante os outros ciclos lunares. É possível que durante as noites mais escuras, as presas sejam mais abundantes.

 

Deixar uma resposta

Newsletter