Ibuprofeno e outros anti-inflamatórios riscos sérios para a saúde

Partilhe

Ibuprofeno e outros anti-inflamatórios podem aumentar risco de paragem cardíaca

Dados apontam para um aumento de 31% do nível de risco, número que sobe para 50% juntando o diclofenac

Estão a ser pedidas restrições à venda do analgésico ibuprofeno, depois de um estudo apontar que este medicamento aumenta o risco de paragem cardíaca, diz o The Guardian.

Um estudo dinamarquês descobriu que tomar ibuprofeno aumenta em cerca de 31% a hipótese uma pessoa ter uma paragem cardíaca.

Ainda dentro de um grupo de medicamentos analgésicos conhecidos como anti-inflamatórias não esteroides, um outro, o diclofenac, aumenta o risco para 50%, de acordo com as conclusões da investigação publicada no European Heart Journal.

Gunnar Gislason, professor na Universidade de Copenhaga, que liderou o estudo, pede um controlo mais apertado na venda deste tipo de medicamentos.

“Permitir que estes medicamentos sejam comprados sem prescrição ou qualquer outro tipo de restrição é dizer ao público que são seguros” afirma o responsável pelo estudo que analisou dados de cerca de 29 mil pacientes que sofreram uma paragem cardíaca fora do hospital, na Dinamarca, entre 2001 e 2010.

“Estas descobertas relembram que os anti-inflamatórios não esteroides não são inofensivos. O diclofenac e o ibuprofeno, ambos medicamentos comuns, estão associados com um significativo aumento do risco de paragem cardíaca”, acrescenta.

Os investigadores pensam que os resultados podem ser explicados pelo efeito dos medicamentos no sistema cardiovascular, já que influenciam a aglomeração de plaquetas e a formação de coágulos sanguíneos. Também podem causar danos nas artérias, aumentar a retenção de fluidos e a tensão arterial.

Fonte: Reuters

Deixar uma resposta

Newsletter