Os perigos da auto-medicação para a saúde

Partilhe

 

manuela_resendes_perfil_vivasaude

Autora – Manuela Resendes (Farmacêutica)

Ver perfil completo 

Visite o meu Blog


 Os Perigos da auto-medicação e porque devemos evitar 

A auto-medicação pode constituir um grave problema de saúde, pois os medicamentos, quando usados indevidamente, constituem um perigo para o seu utilizador. Se já no século XVI o famoso médico e alquimista Paracelso (1493- 1541) reconheceu que a “dose faz o veneno”, importa salientar que o mesmo medicamento administrado na mesma dose e ao longo de igual período de tempo pode ter efeitos distintos em diferentes indivíduos, o que resulta, para além das características fisiológicas diversas, de outros fatores como, entre outros, as patologias concomitantes, as alergias, as interações com outros medicamentos.

auto-medicação

Noutra dimensão, a auto-medicação pode implicar problemas a outra escala, e inclusivamente, constituir um perigo para a saúde pública. Como exemplo, a utilização imprópria de antibióticos pode induzir resistências nas bactérias, cada vez mais difíceis de debelar, e originar infecções graves que, inclusivamente, podem ser fatais.

Por todas as razões apontadas, não se esqueça que não deve tomar fármacos por mera indicação de amigos e familiares, e particular atenção deve ser dada aos grupos de maior vulnerabilidade, como as crianças, os idosos e as grávidas.

Consulte sempre o seu médico ou farmacêutico antes de tomar medicamentos!

 

Autora: Manuela Resendes

Deixar uma resposta

Newsletter