Osteoporose e a atividade física

Partilhe

 

Autores Personal Trainers 

Ver perfil completo Personal Trainers

Visite o nosso Site 

 


A diminuição da densidade mineral óssea é uma condição preocupante que aumenta largamente o risco de ocorrência de fraturas. Caracteriza-se por falta de calcificação e redução de massa óssea, levando então a um aumento da fragilidade do osso.

 

As mulheres na Menopausa têm o seu risco aumentado devido à diminuição dos níveis de estrogénios e desequilíbrio hormonal que se fazem sentir nesta fase de vida.

 

Sabe-se hoje que esta condição, independentemente de estar associada a precursores como fatores genéticos e doenças que comprometem o sistema esquelético, pode ser prevenida adotando hábitos de vida saudáveis como uma alimentação equilibrada e a prática de exercício físico.

 

A prevenção da Osteoporose começa muito cedo na nossa infância com a ingestão de alimentos ricos em cálcio, essenciais à construção de uma boa massa óssea. A exposição solar é também um fator essencial à produção da Vitamina D, hormona responsável pela correta absorção dos níveis de Cálcio.

 

Paralelamente a estes dois fatores, e também essencial, está a prática de exercício físico. Estudos mostram que a atividade física melhora a densidade mineral óssea e a força física em mulheres pós-menopausa com baixos níveis de massa óssea.

 

Precisa de aconselhamento

 

Autor: Personal Trainers

Deixar uma resposta

Newsletter