TIPOS DE AMNÉSIA – Conheça alguns deles!

Partilhe

O Que é a Amnésia?

A Amnésia refere-se à perda de memória parcial ou completa. Tornando-se esquecida é comum e normal, como uma pessoa envelhece, no entanto, quando a perda de memória começa a interferir nas atividades da vida diária, ele precisa ser avaliada por um médico para ser um sinal de uma doença mais profunda.

Alguns tipos de amnésia:

  • Amnésia Global Transitória;
  • Amnésia Psicogênica;
  • Síndrome de Korsakoff;
  • Amenésia Alcoólica;
  • Amnésia Retrógada;
  • Amnésia Anterógrada;

Amnésia Global Transitória:

Nessa situação a amnésia dura algumas horas, não ultrapassando um dia, e a recuperação é completa. O indivíduo tem comportamento normal, porém não retém nenhuma informação durante o episódio, ou seja, tem amnésia anterógrada completa, permanecendo uma lacuna na memória dessa pessoa depois da recuperação.

A causa desse problema não está, ainda, totalmente esclarecida, parecendo estar ligada à isquemia transitória afetando as partes internas do lobo temporal. Essa patologia tem curso benigno, sendo excepcional um segundo episódio.

Amnésia Psicogénica:

A amnésia psicogênica é uma amnésia temporária que ocorre devido a traumas psicológicos e pode ser tanto anterógrada (dificuldade para se lembrar de fatos recentes) quanto retrógrada (dificuldade para se lembrar de fatos anteriores ao trauma), a memória quase sempre volta dias após do começo da amnésia, em raros casos, o paciente perde a memória de alguns “momentos” da sua vida permanentemente.

Em alguns casos, fotos e figuras ou até mesmo ilustrações podem ajudar com que o paciente se lembre de certos fatos, ou até mesmo evitar a sua perda.

Síndrome de Korsakoff:

A síndrome de Korsakoff é uma encefalopatia e é um tipo de amnésia grave, a principal causa é o alcoolismo, o que causa a falta de Vitamina B1 (tiamina) no cérebro, e esse é o motivo pelo qual a síndrome ocorre; os seus sintomas podem ser a incapacidade de reter novos acontecimentos na memória.

Por exemplo, a pessoa consegue fazer exercícios que tinha aprendido antes da doença mas não conseguem aprender a fazer nenhum exercício novo. Quando é causada pelo alcoolismo, seus sintomas são basicamente neurológicos (movimentos descoordenados, perda de sensação dos dedos das mãos e dos pés).

Amnésia Alcoólica:

Nesse tipo a pessoa apresenta amnésia sem a perda da consciência. A pessoa alcoolizada conversa e pode fazer exercícios físicos normalmente, mas quando o efeito da bebida alcoólica   passar não se lembrará de nada que ocorreu durante o momento em que esta pessoa estava alcoolizada.

Esse tipo de amnésia ocorre principalmente em pessoas que bebem excessivamente bebidas alcoólicas ou em pessoas que bebem socialmente, ou não bebem e beberam bebidas alcoólicas excessivamente, essa síndrome tem efeito maior quando a pessoa alcoolizada está com muita fome/sede ou bebeu rápido demais.

Amnésia Retrógrada:

Nesta forma de amnésia ocorre o inverso da amnésia anterógrada, porque a pessoa consegue se lembrar de eventos posteriores ao trauma, mas não consegue se lembrar de eventos anteriores podendo ser a dias ou semanas, é a mais rara, apesar de ser a mais cinematográfica.

Amnésia Anterógrada:

Nesta amnésia, a mais comum e grave, o indivíduo recorda-se do seu passado, mas não consegue aprender nada de novo.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é necessário se existiram traumas ou enfermidades na região do cérebro recentemente e, caso tenha ocorrido, é recomendável consultar um médico para diagnosticar a doença; o tratamento depende da causa e do tipo de amnésia, geralmente sendo tratamentos que auxiliem o paciente a lidar os distúrbios na memória.

A amnésia global transitória pode ser apenas temporárias não havendo sequelas ou perda permanente de memória, mas outros tipos de amnésia (causadas por graves traumas cerebrais e etc.), podem ser permanentes.

Prevenção

A prevenção da amnésia é, basicamente, evitar traumas na região do cérebro.

Algumas dicas para prevenção da amnésia:

  • Usar capacete ao andar de moto, usar cinto de segurança ao dirigir automóveis (evitando traumas físicos);
  • Evitar beber bebidas alcoólicas e não usar drogas;
  • Tratar rapidamente enfermidades cerebrais para amenizar danos.

 

Autor: Viva Saúde 

Deixar uma resposta

Newsletter